Bem-vindo ao nosso site

POLICIAIS MATAM COMERCIANTE E FAMILIA LUTA HÁ QUASE 23 ANOS POR INDENIZAÇÃO. ASSASSINATO DO SR. JOAO DANTAS (POPULAR: JOÃO TORTINHO).

 

Uma família em TOBIAS BARRETO-SE, luta há quase 23 anos na Justiça para receber a indenização do Estado da Bahia. Os irmãos Clóvis, Elisangela e Sandra Almeida juntamente com a genitora Josefa Ramos de Almeida.

 

Eles recorrem à justiça pelo absurdo que aconteceu por volta das 22h no dia 24 de fevereiro de 1997, quando policiais do Estado da Bahia, tentando recapturar fugitivos, ao chegarem no Estado de Sergipe, na cidade de Tobias, à frente do bar pertencente ao Sr. João Dantas da Silva, renderam pessoas que estavam defronte do local.

 

O proprietário que residia no bar e estava se preparando para dormir, veio  a porta para observar o que estava acontecendo, e como estava só de cueca, fechou a porta, quando, então, um dos policiais do Estado da Bahia, disparou sua metralhadora em direção à porta. Ele foi morto no local, deixando companheira e três filhos na época menores.

 

O juiz convocado para apelação cível em 2º grau: JOSÉ DOS ANJOS deu recurso favorável a família novamente, entendendo valor razoável aos requerentes como sendo de 40.000,00 (Quarenta mil reais) para cada, levando em conta que foram privados da convivência de um ente querido (companheiro e pai dos demandantes) em virtude de um ato despreparado e desastroso de um policial militar do Estado da Bahia, que existe na sua essência para dar garantia e tranquilidade ao cidadão.

 

“Será por que a justiça demora tanto para reparar um dano causado por a própria justiça? Ceifou da convivência familiar a pessoa fundamental para o sustento da família. E a família viveu de quê esses quase 23 anos, sem o seu genitor? Viveu de favores, de ajuda, de auxilio por parte de amigos e familiares distantes.

 

A Justiça até a presente data não reparou o dano, e segundo o filho da vitima e testemunha ocular no caso, Clóvis, não sabem explicar quando essa “enrolação” será resolvida, sem previsão de reparos aos danos morais. Palavra do filho da vítima.

 

Somos humildes, carentes de tudo, por culpa da justiça, a família foi desestruturada, há quase 23 anos. Justiça para pobre, parece que é meio difícil nesse país. “Clovis”

 

Mais sobre o caso acesse: www.tjse.jus.br processo 199985020095

Justiça x morosidade

Itens: 1 - 2 de 2

Galeria de Fotos: Página inicial

Palavras-chave

A lista de palavras-chave está vazia.

Novidades

FAMÍLIA CARENTE EM TOBIAS BARRETO-SE ESPERA HÁ QUASE 23 ANOS POR DANOS MORAIS - TJSE 199985020095

11/09/2012 19:05
Família do saudoso João Dantas da Silva "João Tortinho" esperam há quase 23 anos e alguns meses, danos morais e não tem previsão de quando irão ser indenizados, família vive indignada com tanta demora, e o porquê demora tanto essa tal indenização, pois os mesmos ficaram desamparados há quase 23...